Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Queixo-me que no meu grupo social poucas pessoas vêm com clareza aquilo que faço. Acham que qualquer um se dedicar uns 10 minutos consegue analisar poemas e textos literários, por outras palavras, menesprezam o trabalho de uma pessoa. 

Contudo, Hoje dei por mim a refletir o quanto também eu menesprezo o trabalho de muitos e os seus interesses. O meu pai estava a arranjar uma televisão, estavam de fora todos os fios, cabos e botões, tudo aquilo que considero muitas vezes sucata. Só que hoje reparei que os olhos do meu pai olhavam para aquele emaranhado de fios da mesma maneira com que eu olho para os emaranhados de palavras com carinho e paixão. Nunca tinha pensado que arranjar televisões fosse igual a desvendar um poema de Fernando Pessoa. Até as nossas reações são idênticas, queixamos-nos do quão dificil é a tarefa, não queremos que ninguém nos interrompa, depois fazemos uma pausa para arejar e quando finalmente acabamos parece que estamos com uma alma nova. 

Realmente sou eu que primeiro não posso menesprezar, porque até a habilidade mais estranha e inesperada tem o seu valor e é tão nobre como a minha, ou até com maior valor.

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

imsilva a 12.01.2022

Olá Mundo-Mayer
Gostei do que encontrei neste blog, mas não tens como "seguir-te". Não tenho por hábito seguir os bloguers por e-mail.
Boa continuação.
Imagem de perfil

Mary Read a 12.01.2022

Olá, imsilva
Sabes, é que eu sou um bicho raro para quem não só é difícil mexer com coisas eletrónicas, como também não tem redes sociais.
Obrigada pelas tuas observações e por seres sincero/a.

P.S: Trata-me quando for preciso por Mary, "Mundo Mayer" é o nome do blog ;)
E adorei a florzinha no final!
Imagem de perfil

paisagemviva2 a 12.01.2022

É verdade, conheço alguém que também é assim, admiro a paciência para resolver as avarias eletrónicas dos equipamentos, peças tão pequenas que por vezes só com lupa, equipamentos com tantos fios, e como consegue entender qual é o fio. São pequenos prazeres/desafios para uns e tédio para outros .
Paisagemviva
Imagem de perfil

Mary Read a 12.01.2022

Ufa, Sinto-me bem de não ser só eu a reparar nestas coisas!
Parecem mágicos, ou com essa imagem da lupa, detetives.
Adoro o facto de eu ter escrito frases inteiras tratando o assunto e desenrolando o novelo, e tu sintetizas-te tudo tão bem nessa só expressão "Prazeres/desafios para uns e tédio para outros"
Acho que não possuo esse talento para a síntese!
Obrigada pelo comentário que me fez sentir tão identificada.
Sem imagem de perfil

Anónimo a 12.01.2022

Que treta ...
Sem imagem de perfil

Anónimo a 12.01.2022

Acho que se escreve e lê sucata...
Imagem de perfil

Mary Read a 12.01.2022

Também acho! Tens toda a razão! E acho que se verificares algo do género, avisa logo.
Muito Obrigada, Anónimo.
(vou retificar)
Sem imagem de perfil

maiordesessenta a 12.01.2022

Gostei do post.
Cada um de nós tem competências, interesses e gostos diferentes!
Se fossemos todos iguais seria um aborrecimento.
Ah a da sucata sou eu, salvo seja!
Mena
Sem imagem de perfil

Ana Isabel Guerreiro Serrano a 12.01.2022

Verbo menosprezar e não "menesprezar"...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.